28.8.12

e é assim desde então

nem sei ser diferente de assim. não sei como seria sem ti. não porque não saiba viver sem você. não coloco em você o peso de mim, jamais. sabemos, sim. já nos separamos e seguimos a vida. mas decidimos voltar tantas vezes. porque junto tem mais graça e mais vida e é mais feliz. p'ra mim é. não sei como seria sem ti porque são tantos anos, é de quase quando éramos pequenos. é de confundirmos os rumos por vezes. confundirmos o riso bobo, a cor morena, o ser igual e tão diferente. é a vida que se escreve, nas minhas e nas suas linhas, fazendo versos diversos. eu te amo. é simples assim. e p'ra ti sempre haverá um latifúndio todo seu em meu coração.

foto de Rosaura Soligo

Um comentário: