25.12.11

natal

é hoje...
eu acho decoração de natal bonita [e fofa e encantadora]. e igualmente cafona. acho o papai noel um bom velhinho que deve estar morrendo de calor. e acho também que ganhar presente é sempre [todo dia] bom. mas o natal não aquece meu coração...em casa sempre fomos muito mais o ano novo, renovação, novas possibilidades. eu nunca lembro da parte cristã da coisa. sorry. e não é porque vai dar 25 de dezembro que meu coração se enche de amor e paz. eu continuo querendo convulsionar em determinadas situações p'ra fugir de coisas bizarras... então, ó, eu te desejo é coragem. hoje e sempre. fazer diferente é para poucos. por uma vida menos clichê... todos os dias!
eu gosto bem do clima de natal [não tou falando de shopping lotado, pessoas carregando sacolas e mais sacolas e aquela obrigação tonta de ter que dar!]... a ponto de ter feito o leo se enfurnar comigo na paulista, um domingo a noite. só por deus o tanto que ele odiou. foi tão rápido que nem tem foto minha sentada no colo do papai noel. e se colocassem em votação se a cidade deveria permanecer assim o ano todo, foimalae, mas eu votava a favor da cafonice. acho mágico. aí o natal acaba p'ra mim. a decoração fofa/cafona. filmes na sessão da tarde. musiquinhas. presentes.
eu não entendo pessoas que desejam coisas no natal. eu sei que é preconceito meu. falta de costume. mas sempre que alguém diz 'que o menino jesus ilumine seu caminho' a minha vontade é dizer, 'quem ilumina é a light!' 'que encha seus corações de paz e amor e alegria', 'sei lá o que do perdão'... a gente não pode simplesmente ser feliz e pautar nossas vidas nisso, diariamente? dia 23, depois 24, 25, 26 e segue. contando! o natal não me transforma. o natal não me faz perdoar. o natal me faz ter vontade de ganhar uma montanha de presente!
p'ra mim hoje - e todos os outros dias - é dia de desejar, a mim e ao outro, coragem! bora ter coragem p'ra fazer diferente. bora ter coragem p'ra mudar o rumo. p'ra dizer eu te amo. p'ra encarar as escolhas. o que a vida quer da gente é coragem, diria o Guimarães Rosa...
então, ó, feliz natal, feliz dia 26, 27, 28, e todos os outros. mas no dia 31, aí sim, feliz ano novo. simbora botar p'ra quebrar!

Um comentário:

mamy disse...

te amo!